Você tá querendo mudar de emprego, abrir um negócio, emagrecer. Às vezes parece que a coisa não anda… e aí você reclama. A paciência diminui. A qualidade de vida… também. Se é que tem. Mas e se você começar a ver a sua atual situação atual de uma forma, digamos, diferente? Como você pode ter mais qualidade de vida, mais positividade, menos reclamação, menos aperreio?

Nada se constrói ou se muda da noite pro dia. Pra sair do ponto A (onde você tá agora!) pro ponto B (onde você gostaria de estar), é preciso percorrer um caminho. Do mesmo jeito que pra sair da sua casa pro seu trabalho ou aula, você precisa também. Ainda não inventaram teletransporte, né? Você pode pegar um caminho mais curto, ou andar um pouco mais rápido, mas não vai tá lá instantaneamente. Não mesmo. Com as coisas da vida não é diferente. E eu chamo esse “caminho” de “ponte” – porque você vai tá atravessando uma situação ou fase da sua vida. Lágrimas, desespero, ou alegria mesmo, podem ser temporários SE você decidir que são (espero que você escolha deixar a alegria, né).

Agora, enxergar tua situação como temporária, apenas, não vai adiantar. É preciso mudar todo o mindset que tá te deixando #chateada com o que tá rolando. Então vamos lá…

  • Primeiro de tudo: parar de reclamar. Tu vai ver que tua vida vai começar a mudar daí. E isso vale pra tudo! Já falei várias vezes que reclamar não vai mudar nada, você só vai tá focando no problema quando deveria, na verdade, tá focando na solução.
  • Mexer seus pauzinhos pra mudar. Pra se livrar do que quer se livrar, pra garantir o que quer garantir. O que você tá fazendo nesse exato momento pra que as coisas mudem, meu bem? Eu espero que tudo o que tá ao seu alcance e fora, também. Aqui tem um post pra você sobre usar as cartas que você tem na manga.
  • Planejar – se você ainda não parou pra se planejar para as mudanças, seja ela qual for, faça. Planejamento é chave pra uma mudança de carreira, de casa, e até pra perder peso. Acha que não? Experimenta. (aproveita meu curso de planejamento aqui).
  • Procura a parte boa. De tudo. No seu emprego atual que você tá aí falando “que não aguenta mais“, tenho certeza que o problema é você tá focando na parte negativa de tudo. Eu entendo… quando a gente tá cansado de algo, é tipo a bexiga cheia de xixi quando a gente chega na porta de casa – parece que não vai dar tempo de chegar no banheiro, né? Mas veja, sempre tem algo de positivo que você pode encontrar pra facilitar seus dias. Procure! Vou te dar meu exemplo…

Eu sempre fui bastante impulsiva, apesar de ter melhorado um bocado do ano passado pra cá. Gente impulsiva quer as coisas pra ontem, né? Pois bem. Eu detesto não gosto do bairro que moro, mas pra sair de lá não ia ser assim tão fácil porque a) eu não moro sozinha; b) a casa é própria; c) pra vender a casa, vai ser necessário investir primeiro que é = a precisamos de $.

Essa situação me deixou beeeeem pra baixo por alguns vários meses, confesso. Depois de finalmente (aleluia) convencer o marido a vender a casa, a gente precisou parar pra analisar custos, e vemos que a coisa não ia sair no primeiro semestre de 2018, realisticamente só em 2019. Eu pirei, né? Mas no último Thanksgiving (nada com a prática da gratidão, não é mesmo?) eu tive uma ideia: troquei de home office com ele – e só isso aí já mudou meus dias só por eu ter uma janela que antes não tinha! Também comecei a olhar toda a parte boa de ter uma casa (a gente vai mudar pra apartamento! Tô ferrada!), decidi comprar flores pra deixar na sala toda semana, e sempre agradecer pelo fato da gente ter dois banheiros (vou sentir falta!). Ah! Também comecei a sair de casa pra trabalhar de um espaço de co-working (tipo WeWork, sabe? Só que com vantagens e preço melhor).

No meu caso, eu não tinha como mudar minha situação em curto prazo como queria, então ou eu mudava meu mindset e tinha mais paciência, ou minha vida pessoal iria virar uma zona (e a profissional também porque afeta, né, mores?). E aí a cereja do bolo foi estabelecer uma data pra gente tá de mudança – que vai ser possível se a gente manter o planejamento financeiro que fiz.

Eu sempre agi assim minha vida toda. Já passei por emprego que não aguentava (algumas vezes), por mudança de país que parece que a data não chegava, crise financeira, existencial, you name it. Mas mudar o foco do problema pra solução e enxergar o que tá acontecendo como uma ponte é o que me ajuda a não perder a cabeça.

Agora vou te dar uns avisos:

Cuidado pra não confundir enxergar sua situação como uma ponte com comodidade. A ideia aqui não é essa, mas sim melhorar sua qualidade de vida através da mudança de mindset ENQUANTO você tá no processo de virada de jogo. E mais uma vez, quero te lembrar que é preciso sim você sair da zona de conforto, trabalhar no seu objetivo, pra que ele realmente aconteça. Ficar parado significa não sair do lugar, e nada cai do céu.

Eu tenho vários posts aqui no blog que podem te ajudar ainda mais com essas questões de mindset, de planejamento, clareza de objetivos, e muito mais. Dá uma olhada! Fora as coisas grátis (ebook e mini-curso) que tenho pra você aqui:

 

Clique aqui para baixar o e-book “Design de Estilo de Vida na Prática” gratuitamente.

Bjo,
Belle – @suavidadesenhada

YouTube | Facebook | Instagram | Contato | e-book WhatsApp

Clica aqui pra se inscrever no mini-curso Dreamlist –
Transformando Sonhos em Metas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *